6 dicas para conservar alimentos e evitar desperdícios

Conservar alimentos e evitar desperdícios na cozinha é mais fácil do que imagina. Basta adotar alguns hábitos e escolher os acessórios certos.

 

Com a invenção da eletricidade e o aparecimento do frigorífico, conservar alimentos e evitar desperdícios ficou mais simples. Ainda assim, para preservar os produtos por mais tempo, e desta forma ganhar saúde e poupar dinheiro, é necessário ter alguns cuidados e contar com a ajuda dos acessórios adequados. Para facilitar-lhe a vida, reunimos 6 dicas essenciais.

Conservar os alimentos e evitar desperdícios? Eis 6 passos a ter em conta

 

1. Planeie as refeições antes de ir às compras
Ir às compras sem um plano de refeições é sinónimo de chegar a casa com produtos e alimentos a mais, que correm o sério risco de ir para o lixo ao fim de algum tempo. Não é bom para a sua carteira, nem para o planeta. Pensar nas receitas e fazer uma lista de refeições faz toda a diferença.


2. Conheça as diferentes zonas do seu frigorífico
O frio é o ambiente ideal para conservar muitos dos produtos mais comuns, evitando contaminações por bactérias e outros microrganismos. No entanto, nem todas as zonas deste aparelho registam a mesma temperatura. Tome nota:
 
Porta do frigorífico - é a zona mais inconstante em termos de temperatura, por ser a mais exposta ao ambiente exterior. Assim, e ao contrário dos hábitos de muitas casas, não devem ser guardados aqui itens sensíveis, como ovos ou embalagens de leite abertas, mas antes produtos como manteiga, água ou vinho.
 
Prateleiras superiores – são as que registam a temperatura mais estável, por isso os especialistas aconselham a que se guardem aqui os alimentos que irão ser consumidos sem ser cozinhados: charcutaria, queijos, sobras de comida, iogurtes e maionese são alguns exemplos.
 
Prateleira acima da(s) gaveta(s) dos legumes - é a zona mais fria do seu frigorífico, por isso deve armazenar aqui alimentos crus altamente perecíveis, como a carne e o peixe.
 
Gaveta dos legumes - como o nome indica, devem ser acondicionados aqui os vegetais frescos, incluindo a fruta. Mas tenha em conta que fruta e legumes devem ficar separados: algumas frutas, como pêssegos, peras, maçãs e kiwis, soltam uma substância chamada etileno, que acelera o amadurecimento e pode fazer apodrecer os legumes mais rapidamente.

Para otimizar o espaço e fazer uma correta distribuição dos alimentos pelas diferentes áreas do frigorífico, pode optar pela gama de gavetas FlexiSPACE da Tescoma, disponíveis em diferentes tamanhos.

Veja:
> Gaveta universal FlexiSPACE 290 x 240 mm
> Gaveta universal FlexiSPACE 290 x 190 mm funda

 

3. Use caixas e organizadores transparentes no frigorífico
 

 

Já diziam as nossas avós: “o que não é visto, não é lembrado”. Quantas vezes guardamos comida em recipientes opacos e só muito depois é que nos lembramos de os abrir e verificamos que o que está lá dentro já não se pode comer?
 
Para evitar estes esquecimentos, as caixas saudáveis para frigorífico Purity da Tescoma, práticas e transparentes, são um excelente aliado. Para além disso, o material em que são produzidas e o seu design premiado, garantem que os alimentos mantêm as suas propriedades durante mais tempo.
 
Veja > Caixa saudável para frigorífico Purity 1,2 L

 

4. Organize os alimentos por data de compra ou validade


 “First in, first out”: este é um princípio seguido pelas empresas na gestão dos seus consumíveis e stocks e significa que as primeiras coisas a serem produzidas ou compradas devem ser as primeiras a ser vendidas ou utilizadas. Faz todo o sentido aplicar esta regra na nossa despensa e frigorífico, para melhor conservar os alimentos e evitar desperdícios.
 
Assim, deixe sempre os produtos mais antigos ou com o prazo de validade mais curto à frente. Outra forma de colocar os alimentos por ordem e rentabilizar o espaço no frigorífico é usar caixas empilháveis. Se estas forem transparentes, como as caixas saudáveis Purity da Tescoma, ainda melhor.

 Veja > Caixa saudável para frigorífico Purity para queijo 4,5 L

 

5. Evite que o frigorífico acumule demasiada humidade

Alguns alimentos precisam de humidade q.b. para se manter preservados, mas demasiada humidade a circular no frigorífico é caminho aberto para o aparecimento de fungos e bactérias prejudiciais à saúde. Não coloque no frigorífico legumes lavados sem antes terem sido bem secos, por exemplo.
 
Para evitar a propagação de gotículas, há quem forre as prateleiras e as gavetas com papel de cozinha, mas para além de não ser uma prática ambientalmente sustentável, não é tão eficaz como os tapetes arejadores para frigorífico da Tescoma: absorvem a humidade em excesso e permitem que o ar circule por baixo dos alimentos, conservando-os por mais tempo. 
Veja > Tapete arejador para frigorífico 4Food 47x37 cm

 

6. Tire partido do seu congelador

 

Por fim, não podíamos deixar de lembrar que o congelador pode ser o seu melhor amigo na preservação dos alimentos e na redução dos desperdícios. Afinal, quase tudo pode ser congelado, desde ingredientes frescos a sobras de comida.

Não tem a certeza de que irá usar os restos do almoço de hoje no jantar de amanhã? Guarde-os num recipiente apropriado, como por exemplo as práticas caixas de congelação Tescoma, cole uma etiqueta identificando o que está lá dentro e a respetiva data, congele, e delicie-se mais tarde!

Veja > Caixas saudáveis para congelação Purity


 

 


Produtos relacionados

Video Mais vendidos
€ 14,90 (IVA incluído)
Video Mais vendidos
€ 29,90 (IVA incluído)
Video Mais vendidos
€ 7,90 (IVA incluído)